Mês: abril 2016

A crise brasileira e a geopolítica mundial

Leonardo Boff

Seria errôneo pensar a crise do Brasil apenas a partir do Brasil. Este está inserido no equilíbrio de forças mundiais do âmbito na assim chamada nova guerra fria que envolve principalmente os EUA e a China. A espionagem norte-americana, como revelou Snowden atingiu a Petrobrás e as reservas do pre-sal e não poupou até a presidenta Dilma. Isto é parte da estratégia do Pentágono de cobrir todos os espaços sob o lema:”um só mundo e um só império”. Eis alguns pontos que nos fazem refletir.

No contexto global há um ascensão visível da direita no mundo inteiro, a partir dos próprios EUA e da Europa. Na América Latina está se fechando um ciclo de governos progressistas que elevaram o nível social dos mais pobres e firmaram a democracia. Agora estão sendo assolados por uma onda direitista que já triunfou na Argentina e está se pressionando todos os países sul-americanos. Falam…

Ver o post original 696 mais palavras

Declaração Conjunta: imigrantes, basta com as rotas da morte

Declaração Conjunta: imigrantes, basta com as rotas da morte

COMBONIANUM - Formazione Permanente

Declaração Conjunta, imigrantes, basta com as rotas da morte

Papa Francisco, Patriarca Bartolomeu I (esquerda) e o arcebispo de Atenas Ieronymos II (direita) – AP

A tragédia humanitária que os imigrantes vivem requer “uma resposta de solidariedade, compaixão, generosidade, e um imediato e eficaz empenho de recursos”, porque a “protecção de vidas humanas é uma prioridade”. É o que se afirma na Declaração Conjunta assinada em Lesbos pelo Papa Francisco, o Patriarca Ecuménico Bartolomeu I e o arcebispo ortodoxo de Atenas e de toda a Grécia Ieronymos, no fim do seu encontro com os refugiados na ilha grega.  Uma “crise humanitária colossal” como tal o mundo nunca viu desde os escombros da Segunda Guerra Mundial. E o mundo deve mover-se com “solidariedade imediata”, sobretudo removendo os motivos que a provocam – guerras e violências várias – que desencadearam este gigantesco e incontrolável movimento de massa de imigrantes e refugiados.

Já a seguir o texto integral da Declaração conjunta:

Nós…

Ver o post original 789 mais palavras

À Lesbos, le Pape appelle à ne jamais oublier les migrants disparus

À Lesbos, le Pape appelle à ne jamais oublier les migrants disparus

COMBONIANUM - Formazione Permanente

Avec le Patriarche œcuménique de Constantinople Bartholomée et l’archevêque orthodoxe d’Athènes, Hiéronymos, le Saint-Père a lancé des couronnes de lauriers dans la mer, en mémoire des migrants qui se sont noyés pendant la traversée.

À Lesbos, le Pape appelle à ne jamais oublier les migrants disparus

(RV) Sur l’île de Lesbos, ce samedi 16 avril, le Pape François  a prié pour ceux qui sont morts après avoir quitté leur pays à la recherche d’une vie meilleure. «Beaucoup de leurs tombes ne portent aucun nom, a-t-il dit. Puissions-nous ne jamais les oublier, mais honorer leur sacrifice plus par les actes que par les paroles.» Avec le Patriarche œcuménique de Constantinople Bartholomée et l’archevêque orthodoxe d’Athènes et de toute la Grèce, Hiéronymos, le Saint-Père a présidé une cérémonie poignante, sur le port de Mytilène, en mémoire des migrants qui se sont noyés pendant la traversée. Après une brève prière, une minute de silence a été observée.

Puis les trois religieux ont…

Ver o post original 378 mais palavras

Exortação “Amoris laetitia”: a alegria do amor na família (síntese)

Exortação “Amoris laetitia”: a alegria do amor na família (síntese)

COMBONIANUM - Formazione Permanente

Papa Francisco com as famílias

Foi publicada na manhã desta sexta-feira, dia 8 de abril a Exortação Apostólica pós-Sinodal do Papa Francisco sobre a família. “Amoris laetitia”, a “Alegria do Amor” é um texto de nove capítulos no qual o Santo Padre recolhe os resultados de dois Sínodos dos Bispos sobre a família ocorridos em 2014 e 2015 citando anteriores documentos papais, contributos de conferências episcopais e de várias personalidades.

É uma Exortação Apostólica ampla com mais de 300 parágrafos e que nos primeiros 7 evidencia a plena consciência da complexidade do tema. Em particular, o Papa escreve que para algumas questões ”em cada país ou região, é possível buscar soluções mais inculturadas, atentas às tradições e aos desafios locais. De facto, “as culturas são muito diferentes entre si e cada princípio geral (…), se quiser ser observado e aplicado, precisa de ser inculturado”.

Capítulo primeiro: “À luz da Palavra”

No primeiro capítulo o Papa…

Ver o post original 1.870 mais palavras

José Tolentino Mendonça: «Teologia dos sentidos»

José Tolentino Mendonça: «Teologia dos sentidos»

COMBONIANUM - Formazione Permanente

Jornal do Vaticano destaca «teologia dos sentidos» de José Tolentino Mendonça.

da Capa do livro A mística do instante
da Capa do livro “A mística do instante”

Recentemente  “L’Osservatore Romano”, dedicou meia página a analisar «a teologia dos sentidos» do P. José Tolentino Mendonça,  publicado originalmente pela Paulinas Editora em 2014 e traduzido o ano passado para italiano, com o título “Mistica dell’instante. Tempo e promessa”, pela “Vita e Pensiero”.

«Não há separação entre alma e corpo», escreve Antonella Lumini sobre o livro “A mística do instante”. A cisão da alma e do corpo «é estranha à tradição bíblica, na qual o ser humano, criado à imagem e semelhança de Deus, é considerado na sua integridade: “O corpo já não é um revestimento externo do princípio espiritual ou uma prisão da alma, como pretende o platonismo e as suas muitas réplicas”», refere o artigo, citando o livro.

«Dado que o acontecimento da incarnação é o fulcro do cristianismo, também…

Ver o post original 434 mais palavras